Organograma

A estrutura orgânica da função de supervisão bancária do BCE compreende:

  • o Conselho de Supervisão
  • quatro unidades organizacionais, sob a forma de direções-gerais (DG)
  • o Secretariado do Conselho de Supervisão

As quadro DG são as seguintes: Supervisão Microprudencial I, II, III e IV.

Os membros do pessoal do BCE que integram as equipas conjuntas de supervisão fazem parte das DG de Supervisão Microprudencial I e II.

Cada equipa conjunta da supervisão é liderada por um coordenador do BCE e apoiada por um ou mais subcoordenadores das autoridades de supervisão nacionais. As equipas são compostas por supervisores do BCE e das autoridades nacionais.

Equipas conjuntas de supervisão

Serviços de apoio

Várias unidades e serviços prestam apoio à função de supervisão bancária do BCE.

Os designados “serviços partilhados” incluem as áreas de tecnologias da informação, recursos humanos, orçamento, serviços jurídicos, estatística, comunicação e administração.

Presidente e Vice-Presidente do Conselho de Supervisão

Supervisão Microprudencial I

  • Supervisão de Bancos Significativos I – VII

Supervisão Microprudencial III

  • Apoio Analítico e Metodológico
  • Controlo da Supervisão e Relações com as Autoridades Nacionais Competentes
  • Supervisão Institucional e Setorial

Secretariado do Conselho de Supervisão

  • Autorização
  • Execução e Sanções
  • Garantia de Qualidade da Supervisão
  • Tomada de Decisões no Âmbito do MUS

Supervisão Microprudencial II

  • Supervisão de Bancos Significativos VIII – XV

Supervisão Microprudencial IV

  • Análise do Risco no Âmbito do MUS
  • Desenvolvimento de Metodologias e de Normas
  • Gestão de Crises
  • Inspeções no Local Centralizadas
  • Modelos Internos
  • Planeamento e Coordenação do Plano de Atividades de Supervisão
  • Políticas de Supervisão